logo

Copyright ©2019 REDLARA

Registro

REDLARA: Registros Anuais

Técnicas de Reprodução Assistida na América Latina: Registro Latinoamericano 2017
 
RESUMO
 
Pergunta: Qual é a utilização, eficiência e segurança das técnicas de reprodução assistida (TRA) realizadas na América Latina durante o ano de 2017?
 
Desenho: Coleta retrospectiva de dados multinacionais de TRA realizados por 188 Instituições em 15 países da América Latina.
 
Resultados: Neste estudo, foram relatados 93.600 ciclos iniciados, 16.976 partos e 20.404 nascimentos. A utilização de TRA foi de 221 ciclos por milhão de habitantes (15 a 535). As mulheres ≥40 anos representaram 30,5% dos ciclos frescos de FIV/ICSI. Entretanto, depois de retirar os ciclos de criopreservação total (freeze all), a taxa de parto por aspiração foi de 19,9% para ICSI e 20,2% para FIV. As transferências de um embrião (SET) representaram 26.9% do total das transferências em fresco, com uma taxa de parto por transferência de 18,2%, aumentando a 32,3% nas transferências de um embrião eletivo (eSET). A taxa de parto nas transferências de dois embriões (DET) foi de 28,3%; aumentando a 37,3% quando se transferem dois embriões eletivos (eDET). Este aumento de 5% dos nascimentos de eDET sobre eSET resultou em um aumento de dez vezes nos nascimentos duplos, períodos de gestação quase 3 semanas mais curtos e um aumento de três vezes na mortalidade perinatal. A taxa de parto nas transferências de um embrião descongelado alcançou 25,5% e aumentou a 30,8% com a transferência de dois embriões descongelados, a maioria sendo transferências de blastocistos. De todos os nascimentos, 66,9% foram únicos, 31,4% duplos e 1,6% triplos ou maior. No total, os partos prematuros únicos alcançaram 9,5%, os duplos 64,3% e 97,9% os triplos; a mortalidade perinatal foi de 9.4‰ em partos únicos, 25.3‰ em duplos e 63.3‰ em partos triplos ou de maior ordem.
Conclusões: O número de ciclos iniciados aumentou lentamente. As transferências de embriões congelados, as transferências de blastocistos e as SET também aumentaram. Nossos dados mostram que especialmente em mulheres jovens e receptoras de oócitos, quando há mais de um blastocisto para transferir, a SET deveria ser a regra.
 
 

Tudo sobre registro.

Registros anuais.

  • 2017 - (impresso)
  • 2016 - (impresso)
  • 2015 - (impresso)
  • 2014 - (impresso)
  • 2013 - (impresso)
  • 2012 - (impresso)
  • 2011 - (PDF & impresso)
  • 2010 - (PDF & impresso)
  • 2009 - (PDF)
  • 2008 - (PDF & impresso)
  • 2007 - (PDF & impresso)
  • 2006 - (PDF & impresso)
  • 2005 - (PDF & impresso)
  • 2004 - (PDF & impresso)
  • 2003 - (PDF)
  • 2002 - (PDF & impresso)
  • 2001 - (PDF & impresso)
  • 2000 - (PDF & impresso)
  • 1999 - (PDF & impresso)
  • 1998 - (impresso)
  • 1997 - (impresso)
  • 1996 - (impresso)
  • 1995 - (impresso)
  • 1994 - (impresso)
  • 1993 - (impresso)
  • 1992 - (impresso)
  • 1991 - (impresso)
  • 1990 - (impresso)

Tem alguma dúvida?

Estamos a sua disposição.

XF65