Situação atual da reprodução assistida na América Latina e no mundo.
 
"Convidamos aos centros da REDE e a centros novos que realizam procedimentos
de reprodução assistida a relatar seus dados do ano 2015.
Maiores informações: info@redlara.com ou registro@redlara.com"
 
Apresentamos o vigésimo primeiro relatório de técnicas de reprodução assistida, que inclui aos procedimentos realizados em 2010 por 140 centros da América Latina.

O presente é o primeiro no qual a informação foi registrada mediante um relatório “caso a caso” e não como um resumo de casos realizados, como nos relatórios anteriores. Esta nova forma de registrar os dados nos permitiu realizar uma análise mais detalhada da informação enviada pelos diferentes centros membros da REDLARA.

A implementação deste novo modelo requereu de um enorme esforço regional já que não existem precedentes de um registro multinacional caso a caso. Os centros relataram a informação dos procedimentos de reprodução assistida em forma eletrônica, e esta informação foi aceita depois de um processo de verificação e certificação por um equipo de acreditação.

Foram registrados 37,853 ciclos de reprodução assistida: 3,731 ciclos de FIV; 22,637 ciclos de ICSI; 5,157 ciclos de TEC; e 6,320 ciclos de OD.  Também foram registrados 8 casos de GIFT, os quais não foram analisados neste relatório.
A maioria (39%) das TE de ciclos de FIV/ICSI foram realizadas em mulheres entre 35 e 39 anos. A taxa de parto por aspiração em ciclos de FIV e ICSI foram 30.9% e 28.8%, respectivamente.
A freqüência de parto múltiplo em ciclos de FIV/ICSI foi de 23.9% (22.1% gêmeos e 1.8% trigêmeos).

A transferência de ≥2 embriões não se associou a um aumento importante da taxa de gestação clínica nem a freqüência de gestação gemelar. Entretanto, a proporção de gestações triplas aumentou significativamente quando ≥3 embriões foram transferidos. Em ciclos de doação de óvulos, a freqüência de partos duplos e triplos foi de 25.4% e 2,2%, respectivamente. Em ciclos de TEC, a freqüência de partos duplos e triplos foi de 17.6% e 1.5%, respectivamente.

Os partos múltiplos se associaram a um aumento significativo do risco de prematuridade e mortalidade perinatal. A taxa de gestação clínica com a transferência eletiva de um embrião foi de 18%, e com a transferência eletiva de dois embriões de  43%.

Em mulheres ≤34 anos, a taxa de gestação clínica com a transferência eletiva de um embrião foi de 30%, e com a transferência eletiva de dois embriões foi de 52%. Em ciclos de OD, a taxa de gestação clínica com a transferência eletiva de um embrião foi de 29%, e com a transferência eletiva de dois embriões foi de 52%. 

Em conclusão, as taxas de parto dos distintos procedimentos de reprodução assistida são comparáveis às dos países desenvolvidos. Entretanto, REDLARA deve que insistir na redução do número de embriões transferidos em ciclos de FIV/ICSI e OD, para prevenir os partos múltiplos e diminuir assim as complicações perinatais.

Selecione aqui para obter o documento completo em PDF.

     
 
Untitled Document
REGISTRO CASO A CASO
INFORMAÇÕES PARA PACIENTES
CONSULTAS REGISTROS ATÉ 2009
Registro
Publicações adicionais
Guia para o uso da informação do RLA
Untitled Document
Registros Anuais
  - 2013 - (impresso)
  - 2012 - (impresso)
  - 2011 - (PDF & impresso)
  - 2010 - (PDF & impresso)
  - 2009 - (PDF)
  - 2008 - (PDF & impresso)
  - 2007 - (PDF & impresso)
  - 2006 - (PDF & impresso)
  - 2005 - (PDF & impresso)
  - 2004 - (PDF & impresso)
  - 2003 - (PDF)
  - 2002 - (PDF & impresso)
  - 2001 - (PDF & impresso)
  - 2000 - (PDF & impresso)
  - 1999 - (PDF & impresso)
  - 1998 - (impresso)
  - 1997 - (impresso)
  - 1996 - (impresso)
  - 1995 - (impresso)
  - 1994 - (impresso)
  - 1993 - (impresso)
  - 1992 - (impresso)
  - 1991 - (impresso)
  - 1990 - (impresso)
 
Home
Área Restrita
Quem somos
Registro
Acreditação
Pec Online
Congressos
Publicações
Dúvidas
Fórum
Contato
 
 
Nesta seção, você encontrará dados sobre os centros acreditados e afiliados pertencentes à Rede Latino-americana de Reprodução Assistida.